Quem sou eu

Minha foto
Artista visual, arteira desde sempre. Amo moda, fotografia, desenho, teatro, dança. E mais tantas outras coisas, mas...Acima de tudo, amo a liberdade de ser eu mesma!!!!!

Oi, meu nome é Daniela Karg, bem vindos ao meu blog!

Reunindo minhas linguagens, que transitam pela moda, maquiagem, teatro, fotografia, dança e artes visuais, criei a Alma de Boneca!

Confecciono bonecas, acessórios e fantasias exclusivas, combinando minhas técnicas e elementos vindos de histórias (contadas por quem as encomenda e minha imaginação).

Conheça meu trabalho e fique à vontade, entre contos, sonhos e poesias que costuro em minha ALMA!

APRECIADORES

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

E viva o amadorismo!

Continuando o post anterior: http://aurora-auroradaminhavida.blogspot.com.br/2014/02/pintando-sonhos.html


Tive muitos outros trabalhos e experiências que não foram registradas, mas aqui está um mix dos melhores momentos de maquiagens!

Maquiagem é sempre um assunto que tenho certa dificuldade em manter com pessoas ligadas à moda, ou fascinadas por marcas e produtos de beleza.
Como já falei outras vezes, não sou profissional do ramo, mas me considero uma amadora com boa vontade!
Como o meu foco sempre é o desenho, a pintura do rosto como uma tela, gosto de utilizar todo e qualquer material que eu possa me expressar. 
Isso não significa que utilizo materiais tóxicos e inapropriados dermatologicamente. Mas quero dizer que nem sei exatamente quais as marcas de maquiagens que tenho guardadas em meus estojos e a única preferência que lembro de ter, são delineadores da Avon, ótimos para desenhar!
Em minhas artes no rosto, comecei utilizando pasta d'água e lápis aquareláveis ainda criança, são atóxicos e facilmente removíveis. Além de maquiagem de palhaço (para o rosto de crianças) e até pouca variedade de cores de sombras para olhos (que obviamente utilizo no rosto inteiro), batons claros e escuros, que me dão base para fixar sombras, glitter e outros materiais. Têm durabilidade, não escorrem do rosto!
Acho que é isso, com um bom estojo de camelô, é possível fazer a festa "made in China" sem gastar absurdos em quantidades pequenas de pigmentos.

Um pouco dos meus produtos de maquiagem (sem os materiais para cabelos, cílios, adesivos, pincéis e tantos outros apetrechos, que chamo-os com carinho de gambiarras)!

Acredito que a maquiar-se não deixa de ser um ritual, como de qualquer tribo que prepara-se para guerras ou celebrações. 
Passei a usar maquiagem regularmente aos onze anos de idade, durante o inverno. Toda a noite eu usava manteiga de cacau para conseguir dormir, sem acordar com os beiços rachados de frio. Numa daquelas noites, acabou minha manteiga e fui mexer no roupeiro da minha avó, lá eu tinha meu cantinho para guardar as pequenas relíquias que ela havia acabado de me deixar. Entre elas, um batom vermelho carmim. Não pensei duas vezes e usei o batom para dormir, foi um santo remédio!
Passei a usá-lo na escola e tive um efeito de alívio imediato. Meus colegas não brincavam mais com meu aspecto de morta durante o frio. Ninguém mais reparava que estava com os lábios roxos ou azulados, era como se um pouco de vida tivesse pousado na minha boca e eu podia falar sem constrangimento. Sei que as pessoas não faziam por mal, é até um hábito perguntar se a pessoa morreu quando está com as mãos geladas, unhas roxas ou com olheiras no rosto. E como esse era o comentário mais comum que ouvia sempre, deixou de ser, quando passei a ter esses pequenos poderes mágicos!

Como sempre, escrevi bastante, mas tenho que voltar aos meus trabalhos e projetos...
Abraços, até o próximo post!




Nenhum comentário:

Postar um comentário