Quem sou eu

Minha foto
Artista visual, arteira desde sempre. Amo moda, fotografia, desenho, teatro, dança. E mais tantas outras coisas, mas...Acima de tudo, amo a liberdade de ser eu mesma!!!!!

APRECIADORES

terça-feira, 26 de abril de 2011

Reportagem- Grupo Vertentes




Materiais que serão usados pelos artistas.

Sensibilizar a população, os poderes públicos, os parlamentares e os tomadores de decisões através da arte é um dos objetivos do movimento ECOA-POA que pretende mobilizar e informar quanto à importância do saneamento para o dia-a-dia de uma cidade e seus habitantes.

Porto Alegre vai se transformar na capital do saneamento ao sediar em setembro deste ano dois importantes eventos técnicos na área de saneamento - o 26o. Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental, promovido pela Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (ABES) e o 12º Congresso Internacional de Drenagem Urbana (12ª ICUD), evento que acontece a cada três anos, organizado pelo Comitê Conjunto em Drenagem Urbana da IAHR/IWA (Internacional Association on Hydraulic Research/International Water Association).

Aproveitando a presença de especialistas mundiais em saneamento foi criado o Movimento ECOA-POA - que tem o apoio da Revista Aguaonline - para fazer com que a população e as forças vivas de Porto Alegre também participem dos debates e que ele não fique circunscrito aos técnicos.

Para viabilizar as diversas atividades previstas está sendo buscada a parceria com empresas e entidades que queiram participar deste verdadeiro mutirão pelo saneamento. Aa primeiras a se engajarem nesta proposta são a Saint Gobain Canalizações (PAM Saint Gobain) e sua representada no Rio Grande do Sul, a Maquimotor S.A - Comercial e Técnica. Ambas vão fornecer os materiais (canos, conexões, juntas) que serão utilizados por artistas plásticos do Rio Grande do Sul para a confecção de obras de arte que serão expostas em vários locais da cidade para chamar a atenção da população.

Segundo a especialista em artes visuais Clô Carvalho, que é coordenadora do Grupo Vertentes, que desenvolve arte com visão ambiental, a proposta é que os artistas também se informem sobre a importância do saneamento e suas obras mostrem problemas e soluções para essa área. "O desafio que temos é criar arte com o duplo propósito de não somente deleitar os sentidos do ponto de vista da estética, mas sobretudo instigar e levar à reflexão. Na história da arte os artistas sempre estiveram sintonizados com o que se passava a seu redor", diz.

Para Frederico Kayser, da Maquimotor, trazer o congresso da ABES e a Feira Fitabes para o Rio Grande do Sul é uma grande oportunidade para mostrar que existem soluções viáveis para os problemas do setor. "Hoje a prioridade é aumentar a cobertura para coleta e tratamento de esgoto e todos precisam saber que esta é uma medida urgente. Os investimentos não podem parar. Este é um custo social que precisa ser subsidiado. Os recursos não podem vir somente das companhias de saneamento mas tem que ter dotações orçamentárias específicas para melhorar a cobertura de esgoto, a fundo perdido", defende.

Segundo ele os investimentos em saneamento além de gerarem benefícios em saúde, melhoria de infraestrutura e em saneamento ambiental também são grandes impulsionadores de empregos descentralizados em todas as áreas. Cada obra movimenta as pequenas e grandes cidades, o comércio, a indústria, gera impostos e impulsiona a desenvolvimento tecnológico do país.

Tatiana Ferreira, coordenadora de Promoção e Comunicação da Saint-Gobain Canalização Ltda., ressalta que na Fitabes serão mostradas as novidades em termos de materiais e equipamentos que vem sendo desenvolvidos em todo o mundo. Especificamente a Saint Gobain estará fazendo a apresentação da linha blutop de canalizações para adução e distribuição de água potável para pequenos diâmetros, com instalação rápida e manual. Fabricada em ferro dúctil esta linha tem como diferencial a espessura e peso reduzidos.
ECOA-POA quer cidade participando do debate