Quem sou eu

Minha foto
Artista visual, arteira desde sempre. Amo moda, fotografia, desenho, teatro, dança. E mais tantas outras coisas, mas...Acima de tudo, amo a liberdade de ser eu mesma!!!!!

Oi, meu nome é Daniela Karg, bem vindos ao meu blog!

Reunindo minhas linguagens, que transitam pela moda, maquiagem, teatro, fotografia, dança e artes visuais, criei a Alma de Boneca!

Confecciono bonecas, acessórios e fantasias exclusivas, combinando minhas técnicas e elementos vindos de histórias (contadas por quem as encomenda e minha imaginação).

Conheça meu trabalho e fique à vontade, entre contos, sonhos e poesias que costuro em minha ALMA!

APRECIADORES

sábado, 1 de setembro de 2012

Meus revolucionários favoritos!

Matéria que li através do meu irmão e quero compartilhar aqui no Aurora, afinal, é "a cara" do meu espaço!
 
Os rebeldes de cem anos atrás
Por: Janara
31/08/2012


O conceito de rebeldia está ligado aos paradigmas de cada época. É difícil acreditar, analisando apenas os aspectos estéticos, que os Pré-Rafaelitas (grupo artístico fundado na Grã-Bretanha, em 1848) foram considerados os precursores da arte moderna, e a vanguarda do que aconteceu na arte até então.


Girl in Yellow Drapery John William Godward, 1901


Lady Godiva, John Collier,1897

O olhar descuidado de alguém que vive em 2012, não irá conseguir diferenciá-los tão facilmente dos renascentistas. A perfeição cirúrgica pode ser relacionada aos clássicos da renascença, mas com um segundo olhar, vários símbolos surgem para demonstrar que eles estavam afim de colocar os cabelos dos críticos em pé. Os Pré-Rafaelitas eram intencionalmente polêmicos e especialistas em autopropaganda.


Ophelia, John Everett Millais, 1851


In Memoriam, Joseph Noel Paton, 1858


Hylas and the Nymphs, John William Waterhouse, 1896


Lorenzo and Isabella, John Everett Millais, 1849


Broken Vows, Philip Calderon, 1857

Às vezes a abordagem do artista era considerada um sacrilégio ou até mesmo blasfêmia, como foi o caso da pintura Cristo na casa de seus pais, de John E. Millais.


Christ in the House of His Parents, John Millais, 1849

No final do século XIX, as pinturas de Dante Gabriel Rossetti,, William Holman Hunt, John Everett Millais eram consideradas um assalto aos olhos: censurável em termos de realismo e moralmente chocante. Uma outra característica do grupo, eram as cores brilhantes, que as vezes nos dão a sensação de que os personagens foram recortados e encaixados, se destacando na tela.


Romeo and Juliet, Ford Madox Brown, 1871


A fair reflection, John William Godward, 1895


Alain Chartier, Edmund Blair Leighton, 1903


Home from Sea, Arthur Hughes, 1857

No que diz respeito aos retratos, os Pré-Rafaelitas não se limitaram a copiar as feições. A personalidade era retratada a partir de expressões faciais e corporais.


Molly, Duchess of Nona Frank, Cadogan Cowper, 1905


Lady Lilith, Dante Gabriel Rossetti, 1866


Mrs. Rose, Frederick Sandys, 1862


Grace Rose, Frederick Sandys, 1866


Mrs. James Guthrie, Frederic Leighton, 1864


A Roman Matron, John William Godward, 1905

Muitos dos temas escolhidos por eles eram considerados ousados para a época: pobreza, a emigração, a prostituição e o duplo padrão de moralidade sexual na sociedade – e isso as vezes exige alguns minutos de observação para ser notado. Um bom exemplo é o quadro ” The Awakening Conscience” de, William Holman Hunt. À primeira vista, os personagens centrais podem representar um jovem casal ou talvez um irmão e uma irmã. Porém, uma inspeção mais próxima mostra que a mulher não está usando um anel de casamento, o que implicaria que ela é a amante do homem.


The Awakening Conscience, William Holman Hunt, 1853

E se voce quer ver mais pinturas Pré-Rafaelitas, tem um tumblr dedicado ao tema.

Nenhum comentário:

Postar um comentário