Quem sou eu

Minha foto
Artista visual, arteira desde sempre. Amo moda, fotografia, desenho, teatro, dança. E mais tantas outras coisas, mas...Acima de tudo, amo a liberdade de ser eu mesma!!!!!

Oi, meu nome é Daniela Karg, bem vindos ao meu blog!

Reunindo minhas linguagens, que transitam pela moda, maquiagem, teatro, fotografia, dança e artes visuais, criei a Alma de Boneca!

Confecciono bonecas, acessórios e fantasias exclusivas, combinando minhas técnicas e elementos vindos de histórias (contadas por quem as encomenda e minha imaginação).

Conheça meu trabalho e fique à vontade, entre contos, sonhos e poesias que costuro em minha ALMA!

APRECIADORES

sábado, 5 de novembro de 2011

Jóias de brincar!

Aqueles que já me conhecem, sabem do amor que tenho por bonecas!
A idéia de fazer acessórios com elas surgiu a partir de pedaços da minha boneca Skipper (a irmã da Bárbie) e meu descontentamento com ela.
Aos dez anos de idade eu queria muito determinada boneca Skipper, que tinha cabelos e acessórios lindos! Tanto pedi para minha mãe, que um dia ela surgiu com o pacote da boneca. Mas ao abrir, me deparei com outra versão do brinquedo que tanto desejei.
A "minha" boneca era bem mais simples, os cabelos mais curtos e cacheados, com pares de tênis vermelhos, usava camiseta e short...
A boneca que minha mãe deu, era deslumbrante:
Com longos cabelos loiros e lisos, bronzeada. Usava biquini florido com estampa dourada, grandes brincos,  acompanhada de um perfume e escova de cabelo. Mas não tinha sapatos... Na maior alegria, minha mãe disse que aquela era muito mais bonita e resolveu comprá-la.
Claro que fiquei muito feliz, mas não podia dizer que não era a "minha" boneca.
Lembro que aquele foi o último ano que brinquei com bonecas. Porém, o fato de não ter caído de amores por minha aquisição, me fez partir para algumas intervenções!
Criei algumas roupas para a boneca de praia, mas os cabelos me incomodavam bastante. Fiz mechas pretas que ficaram prateadas após lavar. Depois resolvi pintar seus cabelos de vermelho, o que me fez gostar um pouco mais dela.
Os anos passaram, a boneca virou adorno no meu quarto. Até que um dia, durante uma aula de escultura, resolvi utilizá-la para um exercício de criação com materiais diversos.
Tirei sua cabeça e as pernas, reaproveitei sua pequena caixa torácica e os braçinhos para meu trabalho de aula.
Mas aquela carinha linda ainda me olhava, cheia de vida, apesar de ser apenas uma boneca. Eu não conseguia considerar uma cabeça de boneca, mas o coração de um brinquedo que, como tantos outros, me fez feliz e já não podia mais me acompanhar pela vida.
Então surgiu a idéia de levá-la comigo a todos os lugares, como um pedacinho bom da minha infância! Reutilizando um anel de bijouteria, um pouco de massa epoxi e tinta acrílica para dar o acabamento, eu cortei com estilete o rostinho sorridente da minha amiga de brinquedo e remodelei o rosto na base do anel.


Sempre que uso esse anel, ouço vários comentários. De pessoas que gostam e outros que detestam, fazem cara feia para meu anel e me chamam de "mórbida" e "bizarra". Mesmo que eu conte toda a história da boneca, sei que ninguém entende o significado que ela passou a ter. O que vale é a nossa história juntas, pena de quem não tem a oportunidade de passear com seu brinquedo do coração, não é mesmo? (Risos)!
Mas voltando para as jóias de brincar, o interessante disso tudo é que conheci uma adoradora de bonecas, assim como eu! Ao ver meu anel, a querida Arlete, pediu que eu fizesse outras jóias para ela.


Utilizei algumas das cabeças de Bárbies que eu já guardava comigo, além de fazer outros anéis com material cedido pela Arlete, que é apaixonada pela Betty Boop!

Esse anel menor (Betty Boop), será para uma menina de oito anos!

Assim que eu registrar novos acessórios de brincar, compartilharei com todos!
Abraços, até o próximo post!

Nenhum comentário:

Postar um comentário