Quem sou eu

Minha foto
Artista visual, arteira desde sempre. Amo moda, fotografia, desenho, teatro, dança. E mais tantas outras coisas, mas...Acima de tudo, amo a liberdade de ser eu mesma!!!!!

Oi, meu nome é Daniela Karg, bem vindos ao meu blog!

Reunindo minhas linguagens, que transitam pela moda, maquiagem, teatro, fotografia, dança e artes visuais, criei a Alma de Boneca!

Confecciono bonecas, acessórios e fantasias exclusivas, combinando minhas técnicas e elementos vindos de histórias (contadas por quem as encomenda e minha imaginação).

Conheça meu trabalho e fique à vontade, entre contos, sonhos e poesias que costuro em minha ALMA!

APRECIADORES

sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Fantasia da Rapunzel

Para quem não gosta de leitura com minhas considerações sobre o trabalho e quer ir logo aos finalmente, mas tem interesse na fantasia da Rapunzel, ela está a venda. Informações através do contato: almadboneca@gmail.com ou via mensagem inbox no Alma de Boneca.
Fantasia exclusiva, para crianças entre três a cinco anos de idade.

Em minha terceira aventura com fantasias infantis, surgiu a ideia de, literalmente vestir os cabelos da Rapunzel!
Não é a primeira vez que faço uma arte com tema da Rapunzel  e sempre tenho lindas lembranças dessa época.
Cabelos compridos sempre me fascinaram. Desde os desenhos como "A Princesa dos Cabelos mágicos", as Barbies que eu tanto queria na infância, a boneca Crecy, com seus incríveis cabelos que cresciam e outras inúmeras referências de filmes, brinquedos e livros. Interessante lembrar que as cabeleiras são quase todas loiras, o que deixou uma grande lacuna de referências de outras culturas e etnias. E isso ainda reflete muito na vida das crianças. Convivendo com meus alunos nas escolas, percebi o quanto a falta de identificação nas mídias interfere no comportamento dos pequenos e grandes. Para terminar este parêntese, deixo um vídeo da série Once Upon a Time, com uma rara e oportuna aparição de uma Rapunzel diferente dos padrões europeus que ainda hoje conhecemos:

Voltando para minhas costurices, entre um desenho e outro no meu caderno de projetos pensei que seria legal um cabelo como parte da roupa de princesa, para que uma criança a possa vestir. Isso tornaria mais prática a brincadeira e confecção, evitando que vários quilos de fios de cabelos artificiais ou lãs fossem utilizadas.
Projeto inicial da fantasia.

Corri para imagens da animação e percebi que os cabelos realmente se comportam como uma espécie de capa.
Essa imagem não tem relação direta com meu projeto, mas lembrei dela nos meus arquivos e comparei com meu desenho. O que me fez gostar ainda mais da ideia!



Comecei o trabalho pelo vestido, que ficou exatamente como eu planejei: simples, (para destacar a principal peça, o "capuz" da Rapunzel). O vestido tem aplicações de fitas de cetim com chatons e gregas bordadas com lantejoulas.
Antes, observei o tamanho e as cores das flores trançadas na princesa durante o filme "Enrolados", para fazer  minha adaptação, de acordo com os materiais que mais se encaixavam na costura.


Criei pequenos fuxicos de cetim e grandes flores de feltro e chatons.

Para "vestir" os cabelos de cetim, fiz um molde de capuz com base em uma blusa que adoro!

Primeiro teste antes da costura, com as flores alfinetadas.

Partindo para a costura da barra do capuz e "fios de cabelos", com lantejoulas douradas. Costurei uma tiara para que a peça toda fique o mais firme possível na cabecinha da princesa que vestir a fantasia. Isso evita que o cetim escorregue da cabeça e o peso do bordado (bem leve, mas considerável) não prejudique na brincadeira.

E finalmente, o acabamento com bordados, para testar minha capacidade de concentração, paciência e resistência física (bordei até as 4h. da manhã, antes de fazer uma viagem)!


Imagens do resultado final do trabalho:














Abaixo, um singelo, bom e velho "videozinho" de registro do cabelo/capuz, com a canção de encantamento dos cabelos da Rapunzel:
E se pela Gestalt, não foi somente eu que percebi a semelhança do trabalho, como uma vaga (e rudimentar) lembrança às obras de Gustav Klimt, fico muito feliz em ter tido esse resultado!
E não é de hoje que Klimt e Rapunzel se cruzam, nas releituras (ou revisitações) e adaptações da obra dos Irmãos Grimm e das imagens do pintor austríaco.

Exemplo de imagem inspirada na animação da Disney "Enrolados", com a estética das obras de Gustav Klimt.

Durante minhas pesquisas e estudos sobre contos, encontrei (além de uma linda cenografia e figurinos inspirados em Gustav Klimt), muitas semelhanças de um episódio do programa Teatro dos contos de fadas, com a animação "Enrolados". A ponto de me questionar sobre o processo de criação de personagens como o príncipe e a bruxa, segundo entrevistas com os criadores do filme.


Abraços, até o próximo post!

Nenhum comentário:

Postar um comentário