Quem sou eu

Minha foto
Artista visual, arteira desde sempre. Amo moda, fotografia, desenho, teatro, dança. E mais tantas outras coisas, mas...Acima de tudo, amo a liberdade de ser eu mesma!!!!!

Oi, meu nome é Daniela Karg, bem vindos ao meu blog!

Reunindo minhas linguagens, que transitam pela moda, maquiagem, teatro, fotografia, dança e artes visuais, criei a Alma de Boneca!

Confecciono bonecas, acessórios e fantasias exclusivas, combinando minhas técnicas e elementos vindos de histórias (contadas por quem as encomenda e minha imaginação).

Conheça meu trabalho e fique à vontade, entre contos, sonhos e poesias que costuro em minha ALMA!

APRECIADORES

domingo, 15 de junho de 2014

O céu eu vou tocar

Aproveitando um intervalinho nos trabalhos de domingo, aproveitei para mostrar mais um momento "cosplay da Disney" (risos)!
Um dos meus últimos trabalhos foi a dupla da Caverna do Dragão e tive como base de pesquisa, o Angus, cavalo da princesa Merida:

Claro que eu dei um jeitinho de eternizar o Angus, antes de finalizar o Pesadelo. Afinal, não é todo o dia que consigo fazer um cavalo e tenho sua guerreira amazona na mesma escala!

 Já cantei com as bonecas Pequena Sereia e com a Sininho, (encomendas confeccionadas por mim), mas foi a primeira vez que cantei com um cavalo, (já que a boneca foi um complemento made in Disney). 
Então como uma boa apreciadora da arte de gostar de animações, para reproduzir uma Merida genérica, utilizei o que tinha em mãos e, até que a gambiarra foi satisfatória.

Não tenho mais a cabeleira da Merida, eu realmente a cortei e guardei no meu estoque de madeixas. O jeito foi improvisar com um aplique de cachos ruivos, que nem chegam no mesmo comprimento da princesa.
Foi aí que inventei uma capa para dar a ilusão de que o restante dos cabelos ficaram cobertos. Não ficou igual a capa "original", mas essa nem é a intenção, o que vale é ser feliz!

Os cabelos foram cobertos com minha saia preta, que foi presa em uma capa de carnaval, (com a parte brilhante devidamente escondida), tudo preso às minhas costas. O vestido eu já tinha há um tempinho, costurei especialmente para apresentar meu Trabalho de Conclusão   do Curso de Artes Visuais.


Para fazer o Angus, literalmente o fantasiei, com franjas de lã nas patas, perucas para a crina e o rabo e aplicações de olhos e focinho de fita crepe, para não danificar o acabamento posterior do Pesadelo.



E pra quem conseguiu ler até o final, aqui está o resultado das cantorias da nórdica princesa "Valente". 
PS: Agradecimentos ao Jeronimo, que correu atrás da melodia e ouviu os meus ensaios!


Abraços, até o próximo post!

Nenhum comentário:

Postar um comentário