Quem sou eu

Minha foto
Artista visual, arteira desde sempre. Amo moda, fotografia, desenho, teatro, dança. E mais tantas outras coisas, mas...Acima de tudo, amo a liberdade de ser eu mesma!!!!!

Oi, meu nome é Daniela Karg, bem vindos ao meu blog!

Reunindo minhas linguagens, que transitam pela moda, maquiagem, teatro, fotografia, dança e artes visuais, criei a Alma de Boneca!

Confecciono bonecas, acessórios e fantasias exclusivas, combinando minhas técnicas e elementos vindos de histórias (contadas por quem as encomenda e minha imaginação).

Conheça meu trabalho e fique à vontade, entre contos, sonhos e poesias que costuro em minha ALMA!

APRECIADORES

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Nossas imagens!

Hoje é aniversário da minha mãe, como sempre, tive uma overdose de lembranças dos nossos melhores momentos!
E eles surgem como imagens que ficarão para sempre sob a minha ótica infantil.
Eis alguns registros, de uma coletânea de imagens do Pinterest, que chamo carinhosamente de "O que me continua". Essas, especificamente falam da presença da minha mãe na "aurora"da minha vida!

Brincadeiras na praia de Boa viagem, fazendo castelos de areia e pulseiras com algas!





Dançando e cantando para meu público imaginário, dentro de casa e nas aulas de balet.


Balanços, que me sustentaram até os 11 anos (risos) e minhas atuações como peixe!

Sarah Kay, ilustradora do meu primeiro álbum de fotos e forte influência visual.













Brinquedos e nossa programação!!!!!




Doces e objetos indispensáveis!

As jóias que eu fazia pra minha mãe!



Alguns brinquedos que fizeram minha alegria, agradeço a todos os camelôs de Porto Alegre!!!!

A boneca que eu mais pedi em toda a minha curta existência!
Era assim que eu imaginava que desenhava, "nôvas e luvens"- noivas e nuvens!

Uma das minhas "filhas"!

Fantoches que eu criava com meias da minha mãe!

Modelitos criados para minhas bonecas!


O cavalo que ganhei do Papai Noel na escola. Lembro que a maioria dos pais dos meus colegas deram cavalos belíssimos, de madeira, de plástico, com cores vibrantes. Minha mãe deve ter sido a única que confeccionou um cavalo "de verdade", ele era feito com tecido marrom, crina de lã, apesar de não ter orelhas como o dessa imagem (risos)!

Hoje também é aniversário de minhas lembranças, obrigada mãe, por fazer sempre parte desse mosaico do que me continua...

Abraços, até o próximo post!


Nenhum comentário:

Postar um comentário